Produtos brasileiros de exportação ganham Show Room na ACRio até 16 de setembro

2066
ShowRoom 1
No total, 215 empresas vão se revezar em feiras e exposições que vão ocorrer na ACRio e no Museu do Amanhã, durante o período olímpico e paralímpico

A 10 dias da abertura dos Jogos Olímpicos Rio 2016, a Associação Comercial do Rio de Janeiro (ACRio) inaugurou, nesta segunda-feira (25/7) um Shoow Room com produtos de todas as regiões do país. Até 16 de setembro, dois dias antes de acabar a Paralimpíada, 215 micros, pequenos e médios empresários poderão divulgar seus produtos, gratuitamente, em feiras que ocorrerão também no Museu do Amanhã (instalado no revitalizado porto do Rio de Janeiro). O público alvo dessas exposições são empresários e diplomatas de 32 países apontados pelo Ministério da Industria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC) como mercados prioritários das exportações brasileiras. O que não impede aos participantes fazer networking com empresários e agentes do desenvolvimento brasileiros, que também participam.

As empresas foram selecionadas, por seus potenciais de exportação, após participarem do circuito da Chama Empreendedora. O projeto, idealizado pela ACRio, visitou 16 capitais brasileiras, no primeiro semestre do ano, para gerar oportunidades aos empresários locais durante o revezamento oficial da Chama Olímpica pelo país. No total, 1154 participantes tiveram acesso ao Plano Nacional da Cultura Exportadora, do MDIC; ao programa Sebrae no Pódio, que transforma micro e pequenas empresas em fornecedores olímpicos e de outros megaeventos internacionais; e ao Exporta Fácil, produto dos Correios que facilita o envio de remessas postais ao exterior.

ShowRoom7
A presidente do CE de Assuntos Jurídicos da ACRio, Maria Lobo, e a coordenadora do Comitê de Assuntos Tributários, Marta Arakaki, descerraram a fita inaugural do Show Room

Além da participação nas feiras, as mais de 200 empresas dos setores de alimentos, bebidas, decoração, tecnologia, vestuário, joalheria, farmacêutico e cosméticos vão integrar um catálogo físico bilíngue, que será distribuído junto aos setores comerciais das embaixadas brasileiras dos 32 países prioritários, segundo o MDIC. E outro virtual, que será abrigado na Vitrine do Exportador, plataforma digital do ministério com mais de 20 mil empresas cadastradas.

A inauguração do Show Room contou com as participações de diversos agentes mobilizadores da Chama Empreendedora, entre eles, o presidente da ACRio, Paulo Protasio; o secretário de Comércio Exterior do MDIC, Daniel Godinho; e o gerente de Acesso à Mercados e Serviços Financeiros do Sebrae Nacional, Alexandre Comin. Na ocasião, Protasio observou que “ser empresário no Brasil e sair vencedor não é fácil. O país é muito burocrático”.

ShowRoom6
Camila Magalhães, sócia da Incomun, trouxe as peças exclusivas de sua empresa mineira para exposição no Rio de Janeiro

O presidente da ACRio lamenta que o empresário estrangeiro que quiser abrir negócio no Brasil deverá, antes de qualquer decisão, se preocupar em criar um departamento jurídico ou fiscal. “Olha que absurdo, você querer fabricar, produzir, gerar emprego e renda e, antes disso, ter que conversar com advogados. E olha que eu sou advogado”, brincou.

Protasio destacou ainda que a ACRio assume o compromisso de ser a sede da captação e formação de uma rede das redes a nível nacional para fazer com que todos os empresários brasileiros tenham as mesmas oportunidades. “A cultura exportadora começou sim. E é por ela que o empresário vai fazer essa mudança”.

showroom5
Os trabalhos em Capim Dourado do Jalapão são sucesso por onde passam
showroom4
A empresa Armajon Biojoias tem uma técnica de banhar matérias orgânicas a ouro
showroom3.
A Panoletos tem uma linha de belos produtos para todas as idades
Para quem se interessar, os produtos expostos no showroom podem ser adquiridos mediante encomenda ou negociados diretamente com os expositores
Para quem se interessar, os produtos expostos no showroom podem ser adquiridos mediante encomenda ou negociados diretamente com os expositores

O secretário de Comércio Exterior do MDIC, Daniel Godinho, disse que há mais oportunidades para exportar do que empresas aptas para o processo de exportação. Godinho destacou ainda que o ministério tem diversas ações espalhadas pelo país que divulgam o Plano Nacional da Cultura Exportadora (PNCE), mas nenhuma delas “se destacou mais do que a Chama Empreendedora por conta da sua ousadia, inovação e liderança”.

Após a abertura da exposição, ocorreu Almoço do Empresário, onde o presidente Paulo Protasio apresentou outros projetos nacionais de desenvolvimento econômico e social da ACRio, que integram diversos setores da sociedade brasileira: Ação Empresarial – O Brasil Não Pode Parar e a Zona Internacional de Serviços.

O primeiro, de acordo com Protasio, “pretende contribuir para a retomada do crescimento de baixo para cima”, a partir do protagonismo das 2,3 mil Associações Comerciais espalhadas pelo país e observando a importância das eleições municipais que vão eleger, em outubro, prefeitos e vereadores de mais de 5 mil municípios.

ShowRoom10
O Almoço do Empresário contou com os patrocínios do Banco Bradesco e da Bradesco Seguros

O outro pretende integrar os serviços logísticos existentes na Região Sudeste do país para transformar o Rio de Janeiro em uma Zona Internacional de Serviços. De acordo com o subsecretário estadual de Transportes do Rio de Janeiro, Delmo Pinho, o governador em exercício, Francisco Dornelles, vai assinar, nas próximas semanas, um protocolo de implementação do Programa Estratégico e Logístico de Cargas do Rio de Janeiro (PELC).

ShowRoom 8
O empreendedor Fabio Bastos, da Sorvetes Kunthy, de Magé, fornece para a cidade do Rio e outros municípios da Região Serrana do estado, mas quer ampliar os negócios

“O programa visa uma excelência de qualidade em algumas rodovias estaduais estratégicas e um sistema ferroviário de alta capacidade para adentrar o interior do país.  Individualmente, governo ou empresário não resolvem logística. Transporte, estoque, armazenagem e custo administrativos. Nosso plano transforma essas questões de problema em solução”, afirmou o coordenador do PELC, Delmo Pinho, ao completar que “o plano será ativado nos próximos dias por ato do governo estadual”.

COMPARTILHE